Tamanho das Fontes:

voltar

09/04/2018 - Leia os destaques dos jornais desta segunda-feira


Rastreio falho de munição dificulta investigações como a de Marielle

Sistema com dados de armas e projéteis otimizaria esforços, dizem especialistas  

O assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), ocorrido no dia 14 de março, trouxe à tona a inexistência de um banco nacional com imagens escaneadas de munições e armas no Brasil.

Se estivesse em funcionamento, de acordo com especialistas ouvidos pela Folha, a ferramenta poderia indicar se a arma usada no homicídio já havia sido relacionada a outro crime e em que região do país ou do Rio de Janeiro.

No local do assassinato de Marielle, a polícia recolheu uma dezena de cápsulas. O número do lote de nove das munições usadas no crime é o mesmo de uma utilizada em uma chacina na região de Osasco (SP) em 2015 e que integrava um lote vendido pela CBC à Polícia Federal em 2006.

Especialistas, porém, dizem ser quase impossível relacionar um fato ao outro apenas a partir do número do lote.

O lote vendido à PF tinha 1,8 milhão de munições. Ao longo dos anos, parte dela pode ter sido extraviada de inúmeras formas, como roubos e furtos de munições em poder dos policiais ou mesmo trocas amigáveis em operações conjuntas da PF com outras forças de segurança. Também não é possível descartar um desvio não detectado na própria empresa fabricante.

O cenário seria outro se o país contasse com um banco nacional que deveria ser alimentado por todos os estados com as cápsulas deflagradas encontradas em locais de crimes e de armas em poder das forças de segurança e vendidas no mercado nacional.
 

Lula aponta Gleisi como porta-voz e pede a Haddad para dialogar com partidos

Eu sou o caminho Lula usou as horas que antecederam sua prisão e o tempo que teve com aliados na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba para orientar o PT. Numa tentativa de manter o partido sob controle, empoderou a senadora Gleisi Hoffman (PR) apontando-a como sua porta-voz. Em São Bernardo do Campo, falou com o ex-prefeito Fernando Haddad, visto como o plano B para a disputa presidencial. Disse que ele estava liberado para continuar falando com outras legendas sobre 2018.

Façam fila A defesa do ex-presidente começa a definir nesta segunda (9) a lista de advogados e familiares que serão autorizados a visitá-lo na prisão. Os defensores têm acesso a qualquer hora. A família, uma vez por semana.

Novo membro Advogada, Gleisi deve ser incluída na relação como integrante da equipe de defesa de Lula.
 

Presos por integrar milícia no Rio são transferidos

Homens estavam na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte

 Sob forte esquema de segurança, os 142 presos na operação da Polícia Civil que desarticulou uma milícia que atuava em Santa Cruz,na zona oeste do Rio, no sábado, 7, foram transferidos para a penitenciária Bandeira Stampa (Bangu 9), no Complexo Penitenciário de Gericinó, no início da noite deste domingo, 8.

 Os presos estavam na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte. O local, onde também estão os presos da versão carioca da Lava Jato, tem uma ala que funciona como “porta de entrada” do sistema penitenciário fluminense. Ali, é feita a triagem dos detentos.

 A operação que desmantelou o bando foi considerada pelo diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada, Marcus Vinícius Braga, a maior já realizada no combate às milícias da história da Polícia Civil. A ação prendeu a quadrilha durante uma festa com música e até pulseirinhas vip no Sítio Três Irmãos, na madrugada de sábado, 7.

 Houve confronto entre os policiais e criminosos, com intenso tiroteio. Foram mortos quatro suspeitos. Eles atuariam como “seguranças” da quadrilha.
 

Após Lula, delegado e procurador falam em novos alvos

Policial da PF afirma que ‘agora é hora de serem presos líderes de viés ideológico diverso’; procurador quer fim do foro privilegiado

Após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado na Lava Jato, investigadores ligados à operação dizem que os próximos passos devem ser o aprofundamento das apurações contra líderes de outros partidos, assim como a aprovação de mudanças na legislação penal e o fim do foro privilegiado.

O delegado da Polícia Federal Milton Fornazari Júnior, responsável pela Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros em São Paulo (Delecor), afirmou em uma rede social que “agora é hora de serem investigados, processados e presos os outros líderes de viés ideológico diverso, que se beneficiaram dos mesmos esquemas ilícitos que sempre existiram no Brasil (Temer, Alckmin, Aécio etc).”

O Estado procurou no sábado as assessorias do presidente Michel Temer (MDB), do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do senador Aécio Neves (PSDB-MG), mas até a noite deste domingo, 8, nenhuma delas se havia manifestado.

Temer foi denunciado duas vezes e é investigado em um inquérito pela Procuradoria-Geral da República. Aécio foi denunciado e é investigado na Lava Jato. Alckmin é investigado em inquérito por caixa 2 no Superior Tribunal de Justiça (STJ) em razão da delação da Odebrecht.


Motorista sem habilitação atropela idosa na calçada

Uma aposentada de 82 anos morreu após ser atropelada na calçada por um veículo em alta velocidade, por volta das 8h30 de ontem, no Limão (zona norte de SP). O motorista havia ingerido bebida e não tinha habilitação. Ele foi preso.

Segundo a Polícia Civil, Lídia Maria Logullo Passos estava na calçada e seguia para a casa da filha quando o motorista de um Volkswagen Logus perdeu o controle e subiu na calçada.

A idosa ficou prensada entre o veículo e o portão e morreu na hora.

No carro havia quatro pessoas. O estudante Gabriel dos Santos, 20 anos, estava ao volante e o dono do Logus estava no banco traseiro. Segundo a polícia, ele foi lançado para fora do veículos e está em estado grave. Os demais ocupantes sofreram ferimentos leves.

Compartilhe |     



voltar
REDE SOCIAL
facebook instagram twitter youtube
PARCEIROS
artseg qualicorp martineli rpmed

zurich
ADPESP - SEDE SP    •     PABX (11) 3367-3722     •     FAX (11) 3222-3012   •    AV.IPIRANGA, 919   9º - 10º - 11º ANDARES    •    CEP 01039-902                           Todos os direitos reservados 2014 ©
Parceiros Universo das Vitaminas Petronet