Tamanho das Fontes:

voltar

08/02/2018 - Leia os destaques dos jornais desta quinta-feira


Avós brasileiros de menino pivô de disputa internacional são detidos em Miami

Criança de oito anos é disputada por mãe brasileira e pai americano desde 2013

Um casal de brasileiros foi detido na manhã desta quarta-feira (7) ao desembarcar no aeroporto de Miami. Carlos Otavio e Jemima Guimarães são avós de um menino de oito anos pivô de uma disputa internacional entre a mãe brasileira e o pai americano. Eles são apontados como suspeitos de ajudar no suposto sequestro da criança.

"Infelizmente aconteceu isso. Não é o desfecho que a gente gostaria para o caso, o melhor seria se a família entrasse em bons termos", afirmou o advogado Sérgio Botinha, que representa o pai da criança, Christopher Brann, no processo de guarda que corre na Justiça brasileira.

Segundo o advogado, Carlos Otavio teria comprado as passagens usadas pela filha e pelo neto quando deixaram os Estados Unidos em 2013. "O pai [de Marcelle Guimarães] comprou as passagens e as enviou para Christopher como forma de mostrar que eles voltariam", o que teria motivado a acusação de conspiração para sequestro contra ele.

O casal, que tem dupla nacionalidade (brasileira e americana), passou por uma audiência após a prisão segundo Botinha, onde foi informado sobre as acusações. Os dois ficarão detidos até a próxima segunda (12), quando passarão por uma nova audiência para determinar se continuarão presos ou se poderão pagar fiança.
 

Justiça anula testamento que beneficiava viúva da Mega-Sena

Adriana Ferreira de Almeida foi condenada a 20 anos de prisão por mandar matar o marido

A Justiça do Rio anulou o testamento milionário de Renné Senna, ganhador da Mega-Sena, que beneficiava a viúva Adriana Ferreira de Almeida. Ela foi condenada a 20 anos de prisão por mandar matar o marido, que ganhou o prêmio de R$ 52 milhões.

O testamento anulado deixava metade dos bens de Senna para a sua única filha Renata Senna e os outros 50% para a viúva Adriana. A decisão da Justiça aceitou o recurso dos familiares do milionário morto.

O desembargador Elton Leme falou que o testamento feito em 2006 é nulo porque favorecia a viúva. Segundo o magistrado, Adriana "não estava legitimada a receber a herança em razão de ter sido condenada criminalmente pela morte dolosa de Renné".

O testamenteiro e inventariante Marcos Pizarro Ourivio, nomeado por Senna, também é réu no processo. Segundo os autores da ação, Ourivio tinha interesse no testamento porque era sócio-gerente da empresa que administrava os bens da vítima.
 

Menina morre após inalar desodorante, e polícia apura 'desafio' na internet

Encontrada com embalagem aerossol na mão, criança teve parada cardíaca

A Polícia Civil apura se uma menina de sete anos morreu após inalar desodorante aerossol em um desafio na internet. O caso aconteceu na madrugada do último sábado (3), em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Conforme informações da polícia, a mãe de Adrielly Vitória Gonçalves disse que a menina estava aos cuidados da vizinha enquanto trabalhava. Quando ela chegou, por volta das 3h, foi até o quarto da filha e, ao tirar o lençol, percebeu que a criança estava desmaiada.

Na mão dela havia um frasco do desodorante. Adrielly foi socorrida ao hospital, mas morreu após sofrer uma parada cardíaca.

A brincadeira consiste em uma pessoa inalar o líquido do desodorante o tempo que aguentar. No Youtube, a reportagem encontrou uma pessoa fazendo o desafio. Ela aperta o spray na boca de uma mulher. Após a divulgação, a publicação recebeu muitas criticas dos internautas.
 

Falta de dados e falhas marcam investigação sobre Jucá no STF

Uma série de obstáculos, como diligências que ficaram pendentes e dados bancários e fiscais que nunca chegaram, marcou a investigação sobre o senador Romero Jucá (MDB-RR) que foi arquivada na semana passada pelo ministro Marco Aurélio, do STF (Supremo Tribunal Federal).

Houve também pedidos de vista e discussões de questões de ordem no plenário do Supremo que contribuíram para atrasar a investigação.

O caso tramitou por 14 anos no STF, devido ao foro privilegiado do parlamentar. Em 11 de dezembro passado, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a Marco Aurélio seu arquivamento por prescrição dos crimes, supostamente cometidos de 1999 a 2001, e falta de provas.
 

PF prende deputado João Rodrigues após ordem do Supremo

Parlamentar foi condenado em segunda instância a cinco anos e três meses em regime semiaberto por dispensa irregular de licitação

A Polícia Federal informou que prendeu na manhã desta quinta-feira, 8, em Guarulhos o deputado federal João Rodrigues (PSD-SC). A PF cumpriu o mandado de prisão expedido pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) após a decisão majoritária do Colegiado na terça-feira, 6, na qual foi determinado o início do cumprimento da pena.

O parlamentar será levado do Aeroporto de Guarulhos para Brasília. João Rodrigues foi condenado em segunda instância a cinco anos e três meses em regime semiaberto por dispensa irregular de licitação.

Em nota, a PF informou que levantamento com apoio das adidâncias nos EUA e Paraguai identificou que o deputado estava no exterior e havia modificado seu bilhete de passagem, alterando o destino final do Brasil para o Paraguai.

“Com receio de que ocorresse a prescrição da execução da pena, prevista para a próxima segunda-feira, 12 , a Polícia Federal comunicou o fato ao ministro Alexandre de Moraes, presidente da Primeira Turma do STF, que autorizou a inclusão em difusão vermelha no banco de dados da Interpol (Polícia Internacional)”, diz a nota da PF.
 

Suspeito de atropelar e passar com carro sobre corpo da namorada é preso em Itatiba

Veículo foi apreendido e a perícia encontrou marcas de sangue e resíduos de pele que ainda estão sendo analisados

O jovem acusado de atropelar e passar várias vezes com o carro sobre o corpo da namorada foi preso na noite desta quarta-feira 7, em Itatiba, interior de São Paulo.  

O suspeito, Leonardo Daniel de Oliveira, de 21 anos, que se apresentou à Polícia Civil acompanhado de advogado, negou o crime e disse que a jovem, Lorraine Gabriele Jugni Camargo, de 18 anos, se jogou na frente do veículo porque ele anunciou que iria deixá-la. Após ser ouvido, ele recebeu voz de prisão e foi levado para a cadeia pública de Campo Limpo Paulista, na mesma região. O defensor informou que vai entrar com pedido de liberdade provisória.    

O crime aconteceu na madrugada de sábado, 3, na Estrada do Sol, numa área de chácaras do município. Testemunhas ouviram o casal discutindo e os gritos da jovem pedindo socorro. Em seguida, o carro arrancou e houve um barulho que seria do impacto contra o corpo. Conforme os depoimentos, antes de fugir, o agressor deu ré e passou várias vezes sobre o corpo caído.

Compartilhe |     



voltar
REDE SOCIAL
facebook instagram twitter youtube
PARCEIROS
artseg qualicorp martineli rpmed

zurich
ADPESP - SEDE SP    •     PABX (11) 3367-3722     •     FAX (11) 3222-3012   •    AV.IPIRANGA, 919   9º - 10º - 11º ANDARES    •    CEP 01039-902                           Todos os direitos reservados 2014 ©
Parceiros Universo das Vitaminas Petronet