Tamanho das Fontes:

voltar

10/05/2017 - Presidente da ADPESP discute Reforma da Previdência com lideranças em Brasília


comunicado

A presidente da ADPESP, Marilda Pansonato Pinheiro, está desde terça-feira, 9, em Brasília, para trabalho de articulação junto a parlamentares a respeito da Reforma da Previdência. Ela acompanhou a reunião da comissão, que decidiu, na última terça, levar o texto ao Plenário da Câmara.

O texto-base, na ocasião, havia sido aprovado, faltando apenas as propostas de alteração, os chamados destaques. Dez deles foram analisados e apenas um foi levado adiante, tendo sido decidido que o trecho que retirava da Justiça Estadual a competência de julgar casos de benefícios acidentários da Previdência seria retirado. Encerrada a votação, a presidente da Associação seguiu para trabalho de argumentação com deputados que ainda estão indecisos a respeito da Reforma. 

Na tarde desta quarta, a presidente, junto a um grupo do Fórum Nacional de Entidades para Delegados de Polícia, o FONAED, esteve com o senador Renan Calheiros, ex-presidente do Senado e atual líder da bancada do PMDB. O senador é um dos grandes opositores da Reforma e uma das principais vozes ativas no debate. As lideranças reiteraram ao parlamentar que a Reforma é incongruente com a realidade dos policiais brasileiros e que o texto, do jeito que está, prejudicaria esses profissionais e, por consequência, a Segurança Pública do Estado.

O trabalho por regras de transição coerentes, bem como pela diferenciação de idade para mulheres policiais, como já ocorreu com todos os demais segmentos, deve continuar incessante ao longo do dia. “Sabemos que é preciso mudar a Previdência, mas queremos que seja feito de forma justa e respeitando as peculiaridades de cada um”, declarou a presidente da ADPESP. “Continuaremos elucidando aos parlamentares que é possível se ter uma Reforma da Previdência que respeite os servidores públicos do país e permaneceremos na busca por mais apoios de peso para a questão”, concluiu.

O governo quer votar a Reforma até o final desse mês, mas não há consenso. Há quem diga que a votação será no final de maio, mas também há quem sustente que não há prazo definido, dadas as tensões envolvidas nos trâmites do texto na Câmara. Entre a sociedade civil, o Datafolha, em pesquisa divulgada no começo do mês, estima que 71% são contra a Reforma. 

A semana dá andamento à agenda política da presidente da ADPESP, que já havia previsto trabalho árduo e constante no que diz respeito à Reforma da Previdência. Nos próximos dias, ela deverá se reunir com mais lideranças do Poder Público e demais lideranças classistas para continuar articulando apoio em torno de um projeto que respeite os direitos dos servidores públicos do país.

Compartilhe |     



voltar
REDE SOCIAL
twitter youtube facebook
PARCEIROS
artseg qualicorp martineli rpmed

zurich
ADPESP - SEDE SP    •     PABX (11) 3367-3722     •     FAX (11) 3222-3012   •    AV.IPIRANGA, 919   9º - 10º - 11º ANDARES    •    CEP 01039-902                           Todos os direitos reservados 2014 ©
Parceiros Universo das Vitaminas Petronet