Tamanho das Fontes:

voltar

20/04/2017 - Leia os destaques dos jornais desta quinta-feira


FOLHA DE S. PAULO

Relator recua e mantém medida que dificulta aposentadoria de servidor

 O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), retificou a informação, divulgada mais cedo, de que havia sugerido novas mudanças nas regras para servidores públicos.

Ao retomar a apresentação de seu relatório em uma comissão da Câmara dos Deputados nesta quarta (19), Maia primeiro informou que desistiu de sugerir uma medida que dificultaria a aposentadoria integral de servidores públicos que ingressaram até 2003.

Posteriormente, afirmou que manterá no texto as regras mais duras para esses mesmos servidores.

 Hoje, funcionários públicos têm direito a paridade e integralidade -ou seja, se aposentam com um valor igual ao último salário e recebem o mesmo reajuste de quem está na ativa.

Pela versão do relatório que prevaleceu após várias idas e vindas, para terem direito à integralidade e paridade, esses servidores terão que esperar até 65 anos (homem) e 62 anos (mulher).

Questionado sobre a confusão, Maia afirmou : "Vou mandar fazer errata da errata, então."

"Precisa de 65 anos para ter integralidade, ponto final", disse o relator, salientando que, para mulher, a idade é de 62 anos.

A incoerência foi destacada pelo deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), quando o relator não estava mais na comissão.
 

Polícia apura motivação para recentes tentativas de suicídio no RJ e no PR

 Ao menos dois Estados –Rio de Janeiro e Paraná – investigam se adolescentes que tentaram suicídio foram motivados pelo jogo da Baleia Azul, que circula em redes sociais. A "brincadeira" consiste de uma série de desafios, que culminam na tentativa de suicídio.

Há, segundo as polícias locais, dois casos confirmados em cada Estado e boatos de situações similares em outras regiões do país.

A Secretaria de Segurança e a Polícia Civil do Paraná decidiram montar, nesta quarta (19), uma força-tarefa para investigar responsáveis por incitar essas tentativas de suicídio no Estado. Até agora, ninguém morreu, mas dois adolescentes que tentaram se matar na última semana –um em Curitiba e um em Pato Branco (a 440 km da capital)– participavam do jogo.
 

Temer ignora proposta de gravar reuniões em gabinete presidencial

 O presidente Michel Temer não adotou medida de transparência proposta publicamente por ele mesmo de gravar as audiências promovidas no gabinete presidencial.

A ideia foi sugerida em novembro durante discurso presidencial, como resposta à crise protagonizada pelos ex-ministros Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) e Marcelo Calero (Cultura), que pediram demissão do governo federal dias antes.

Segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, o presidente não está gravando as audiências porque o tema ainda está em análise no GSI (Gabinete de Segurança Institucional) da Presidência e, por isso, ele não tomou uma decisão.
 

O ESTADO DE S. PAULO

Mulher reage a agressões e mata marido com facada em São Vicente

Ela usou faca para se defender e atingiu a perna do ex-companheiro

Uma mulher foi detida na madrugada desta quarta-feira, 19, em São Vicente, litoral sul de SP, suspeita de matar o próprio marido. Segundo a polícia, ela usou uma faca para se defender de agressões. O caso é investigado pelo 1º DP da cidade.

De acordo com informações da delegacia, Rochelle Gachido atingiu a perna de Marco Antonio Lui, de 57 anos, e a lâmina rompeu a veia femoral, provocando intenso sangramento. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar foram chamadas, mas o homem morreu antes de chegar ao hospital.

Rochelle Gachido prestou depoimento no local do crime e foi levada para a delegacia. A polícia não deu mais detalhes sobre o caso.
 

Bandidos explodem caixas eletrônicos e deixam dinamite no prédio da Cetesb, em SP

Grupo fugiu com dinheiro de caixas em um sedã escuro, pela Marginal do Pinheiros

Um grupo de ao menos cinco pessoas explodiu caixas eletrônicos do Banco do Brasil que ficam dentro do prédio da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), no bairro de Alto de Pinheiros, na Capital, no início da manhã desta quinta-feira, 20. Ao inspecionar o local, policiais militares verificaram que os bandidos deixaram uma banana de dinamite intacta próxima a um dos caixas.

O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionado, por volta das 7h30, para desativar o explosivo. O edifício, que é sede da Secretaria do Meio Ambiente do Estado, fica na Avenida Professor Frederico Hermann, próximo à Marginal do Pinheiros. A reportagem do Estado não conseguiu contatar nenhum representante da secretaria até o momento.

Conforme relatos recebidos pela Polícia Militar (PM), a quadrilha chegou ao local por volta das 5 horas da manhã, em um veículo sedã escuro. Os criminosos conseguiram fugir pela Marginal do Pinheiros, no mesmo veículo, levando uma quantia em dinheiro não revelada até o momento.
 

DIÁRIO DE S. PAULO

Câmara acelera trâmites da reforma trabalhista

Em meio a tumulto, deputados aprovaram um requerimento de urgência, por 287 votos a 144

Em meio a muito tumulto no plenário, a Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (19), por 287 votos a 144, um requerimento de urgência para acelerar a tramitação do projeto que estabelece a reforma trabalhista. Para que o requerimento fosse aprovado, eram necessários, pelo menos, 257 votos favoráveis.

Segundo o relator, Rogério Marinho (PSDB-RN), o objetivo ao aprovar o requerimento é votar a proposta na comissão especial na próxima terça (25) e, no plenário, na quarta (26). Com a aprovação da urgência, a comissão especial que debate o tema não precisará aguardar o prazo para a apresentação de emendas, que terminaria somente na quarta. O novo prazo se encerra às 18h de segunda (24).

Durante a sessão, deputados da oposição protestaram e acusaram os parlamentares da base aliada de "golpe", por entenderem que não haveria amparo regimental para colocar o pedido em votação de novo. Os parlamentares da base, por outro lado, gritavam "voto, voto", para que o requerimento fosse votado.
 

Mulher é agredida em balada no ABC

Ela contou que levou socos após responder ofensas de homem na madrugada de domingo. Seguranças retiraram agressor, que ainda não foi identificado

Uma estudante de direito, de 22 anos, foi ofendida e agredida dentro da casa noturna Rancho do Serjão, na madrugada de domingo (16), em São Bernardo do Campo, no ABC. Segundo o relato de Bárbara Braga, ela levou socos, chutes e cotoveladas após responder a ofensas de um homem que a chamou de "gorda nojenta". O agressor foi retirado do local por seguranças que não o identificaram.

Bárbara contou que após ser agredida ela foi levada à enfermaria, onde limparam os ferimentos, mas criticou a postura dos seguranças do Rancho do Serjão . "Me disseram para resolver fora da casa (o caso de agressão). Não nos deixaram sair, preocupados com que não pagássemos a comanda. Acusaram minha amiga de querer consumir e sair sem pagar", afirmou.

À reportagem do iG , a vítima disse que a polícia foi acionada apenas por outros frequentadores da casa noturna. Após ser atendida pela enfermaria, Bárbara foi ao hospital e em seguida fez boletim de ocorrência de lesão corporal. O caso foi encaminhado para o 2º Distrito Policial de São Bernardo.
 

AGORA SÃO PAULO

Em carta, jovem afirma que ideia de se matar foi dele

O universitário Luís Fernando Hauy Kafrune, 19 anos, escreveu, em uma carta que estava no quarto onde foi encontrado morto com a namorada, Kaena Novaes Maciel, 18, que foi dele a ideia de ambos se suicidarem.

"Não pedi para ela se juntar a mim: ela queria", diz um trecho da carta, segundo a polícia.

Os corpos dos dois foram encontrados no quarto 1509 do hotel Maksoud Plaza, nos Jardins (zona oeste), no domingo de Páscoa.

Ela tinha um tiro na testa; ele, na boca. A polícia suspeita que ele tenha matado a namorada, com o consentimento dela, e, depois, se suicidado.

Eles deixaram duas cartas, escritas à mão.

Elas estão assinadas e datadas às 10h de domingo.

Nas cartas, despedem-se dos familiares, pedem desculpas pelo suicídio e afirmam que iriam se matar porque não viam mais sentido em viver.
 

Polícia apreende 3 t de comida vencida no Walmart

A Polícia Civil apreendeu, na tarde de anteontem, três toneladas de alimentos vencidos e estragados em uma unidade do Walmart na Barra Funda (zona oeste de SP).

A fiscalização ocorreu após um cliente ir até a delegacia ao notar que um pão comprado estava embolorado.

De acordo com a polícia, os alimentos apreendidos são, em sua maioria, pães, além de bolos e frios.

Havia produtos irregulares no estoque da unidade e nas gôndolas, para a venda a clientes.

Segundo a polícia, a gerente responsável pela estocagem e controle dos alimentos na unidade foi presa em flagrante.

Posteriormente, foi liberada depois do pagamento de fiança no valor de 30 salários mínimos (R$ 28.110).

O valor foi pago pelo Walmart, diz a polícia.

Compartilhe |     



voltar
REDE SOCIAL
twitter youtube facebook
PARCEIROS
artseg qualicorp martineli rpmed

zurich
ADPESP - SEDE SP    •     PABX (11) 3367-3722     •     FAX (11) 3222-3012   •    AV.IPIRANGA, 919   9º - 10º - 11º ANDARES    •    CEP 01039-902                           Todos os direitos reservados 2014 ©
Parceiros Universo das Vitaminas Petronet